terça-feira, 13 de março de 2012

Flores - Órgãos Reprodutores das Plantas

A flor é o sistema reprodutor de uma planta (gimnospermas e angiospermas). É nela que ocorre a fecundação, ou seja, a união de uma célula sexual masculina com uma feminina. Depois da fecundação, nas angiospermas, formam-se frutos e sementes. A semente contém o embrião, que dará origem a uma nova planta, da mesma espécie daquela da qual se originou.
Quando uma flor desabrocha significa que está pronta para reproduzir-se. Com a parte masculina (estames) e a feminina (pistilo ou estigma e ovário) perfeitamente estruturadas, os agentes da natureza conseguem depositar o pólen no estigma fecundando óvulo e ovários. 
 A existência das flores possui um único objetivo: contribuir com a reprodução das plantas. Um flor simples é formada por duas partes principais: sépalas e pétalas. O papel das sépalas é proteger a flor quando ainda está em botão, ou no momento em que se fecha, à noite. Já as pétalas coloridas têm a função de atrair os animais (insetos e beija flores) para ajudarem na polinização, ou seja, trazer o pólen de outra flor da mesma espécie,  colocando-a no estigma (parte feminina da flor). 
Os grãos do pólen (parte masculina da flor) e que são minúsculos .
Após chegar ao estigma, os grãos de pólen seguem através de tubos extremamente estreitos, seguindo do estilete ao ovário. Antes do desenvolvimento dos óvulos, no ovário, para a formação de sementes, é necessário que sejam tocados por um desses finos tubos, para que sejam fertilizados. 


                                       PARTES DAS FLORES:
Cálice - é formado por um conjunto de folhas modificadas, as sépalas, quase sempre verdes. Em algumas flores, como o cravo, as sépalas são unidas, formando uma peça única. Em outras, como a rosa, elas são separadas.
Corola - é a parte geralmente mais bonita e colorida da flor. Constitui-se de folhas modificadas chamadas pétalas. Como as sépalas, também as pétalas podem ser unidas (campânula) ou separadas (cravo e rosa).
               O conjunto formado pelo cálice e pela corola é chamado perianto. Ele envolve e protege os órgãos reprodutores da flor, o androceu e o gineceu.
Androceu -  é o órgão masculino da flor. Compõe-se de uma ou várias partes alongadas, os estames. Cada estame é formado de antera, filete e conectivo.
  • Antera - Região dilatada que se situa na ponta do estame; é aí que se formam os grãos de Pólen; o pólen é o pozinho amarelo que você pode ver facilmente no miolo das flores e é uma estrutura reprodutora masculina.
  • Filete - Haste que sustenta a antera.
  • Conectivo - Região onde se ligam o filete e a antera.
Gineceu - é o órgão feminino da flor. Constitui-se de um ou mais carpelos. Os carpelos são folhas modificadas e possuem estigma, estilete e ovário.
  • Estigma - Parte achatada do carpelo, situada na sua extremidade superior; possui um líquido pegajoso que contribui para a fixação do grão de pólen.
  • Estilete - Tubo estreito que liga o estigma ao ovário.
  • Ovário - Parte dilatada do carpelo, geralmente oval, onde se formam os óvulos.
               A flor que possui apenas o androceu é uma flor masculina. A flor feminina tem apenas o gineceu. Se os dois órgãos reprodutores estiverem presentes na flor, ela é hermafrodita. 

Atividade Prática - Separar, colar e 
identificar as partes  das flores:
Gabriella Vieira dos Reis - 2º A Matutino
Junny Layse S. Silva - 2º A Matutino
Lais Carmo da Silva - 2º A Matutino
Kamila Silva Lisboa - 2º A Matutino
Manoel Bento Ribeiro - 2º A Matutino
Rafaella Vieira dos Reis - 2º A Matutino
Ana Carolina Silva - 2º A Matutino
Franklin Matheus R. de Aviz - 2º D Noturno
Raylson Conceição Drumond - 2º D Noturno
Luana Maria S. Dall'Agnol - 2º D Noturno
Nilma Brito da Silva - 2º C Noturno
Mirian - 2º C Noturno
Atividade desenvolvida pelos alunos dos turnos matutino e noturno da
 Escola Estadual de Ensino Médio Profª. Deuzuita Pereira   de Queiroz. 
Redenção-PA.   Para introdução do conteúdo de Genética    (1ª Lei de 
Mendel). Pois,  entendendo as partes das flores, fica mais fácil entender 
como Mendel Fazia os cruzamentos com as plantas de ervilhas.

3 comentários:

CESARBERNARDO disse...

Excelente contribuição Professora Rosa., parabéns pela iniciativa e pelo saber que difunde.

Junior Menezes disse...

muito bom o material...

Unknown disse...

Que esmero! Parabéns por sua dedicação e obrigada por todo material disposto. Grande abraço!

Postar um comentário

SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE!